sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Croché e poesia

No outro dia, encontrei um dos poemas mais fofos de sempre... era sobre croché!!
On the other day, I found one of the cutest poems ever... it was about crochet!!

Chama-se "Fará croché?" da Laurinda Reddig, do blog ReCrochetions:
It is called "Will you crochet?" by Laurinda Reddig, from ReCrochetions:
http://www.recrochetions.com/2013/04/will-you-crochet-poem.html


Aqui vai a tradução:
Farás Croché?
Laurinda Redding, ReCrochetions, Tradução

Farás croché no parque?
Farás croché no escuro?

Farás croché num avião?
Farás croché num comboio?

Que tal na cadeira do dentista?
Podes fazer croché em qualquer lugar!

Farás croché enquanto na igreja?
Isso não te deixará em apuros.

Farás croché num carro?
Farás croché num bar?

Que tal no cinema?
Diz-me. Diz-me. Eu irei.

Farás croché no ginásio?
Que tal apenas uma borda?

Farás croché numa caminhada?
Farás croché enquanto conversamos?

Farás croché com uma amiga?
Ensina. Ensina. Começa uma moda!

Sim! Eu faço croché aqui e acolá.
Eu faço croché em qualquer lugar!

Já fiz croché no comboio, no carro, a ver televisão obviamente :), no hospital, na sala de espera do médico. 
I've crocheted in the train, in the car, watching tv obviously :), in the hospital, in the waiting room of the doctor.

No avião nunca arrisquei com medo que me confiscam as agulhas na segurança. Na igreja também não, no cinema também não e com certeza que nunca na cadeira do dentista eheh. Havia de ser giro!!
I have never crocheted in the plane, fearing they could confiscate my needles in the security check. I have never crocheted in church, nor in the picture show (movies) and certainly not while on the dentist's chair eheh. It ought to be amusing!!

E vocês??
What about you??
~*~*~*~
Fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua semente a mendigar o pão.
Compadece-se sempre, e empresta, e a sua semente é abençoada.
I have been young, and now am old; yet have I not seen the righteous forsaken, nor his seed begging bread.
He is ever merciful, and lendeth; and his seed is blessed.
~*~*~*~

1 comentário:

Mona Lisa disse...

Um poema super giro!

Eu só fazia em casa.

Beijinhos.